Opinião
O que esperar de Micale no Galo?
21 julho, 2017
0
, , ,

A diretoria do Atlético-MG agiu rápido e foi na lógica do mercado ruim após a demissão de Roger Machado. Confirmou hoje que Rogério Micale, com anos nas categorias de base do clube e campeão olímpico com a seleção brasileira, será o novo comandante a partir da semana que vem. Desafio duro para um time com problemas internos e com competições de alta carga de dificuldade pela frente. Mas uma aposta interessante pensando no futuro.

 

Rogério Micale, Micale, Atlético-MG, Técnico,

Bruno Cantini – Atlético

Rogério Micale é um bom treinador. Mais um da geração de boas novidades do Brasil. Teve passagem com altos e baixos pela base da seleção, mas foi demitido injustamente em um projeto que já vinha sendo abandonado pela CBF. Tem ideias modernas e é muito dedicado aos treinamentos, mas ainda está longe de consolidar seu trabalho entre os profissionais. O perfil é semelhante ao de Roger Machado, um pouco mais tarimbado, demitido na última quinta.

(mais…)

Opinião
Vitória não sabe o que quer ou quer o que ninguém imagina?
21 julho, 2017
0
, , , ,

Três derrotas seguidas colocaram fim à passagem de Alexandre Gallo no Vitória. A da última quarta, em casa, para o Grêmio. O vice-lanterna do Campeonato Brasileiro perdeu quatro dos últimos seis jogos e não para de despencar. É o pior mandante com apenas um triunfo em oito partidas. Ao todo, o técnico ficou no comando por apenas nove jogos ou pouco mais de um mês. Impossível até mesmo avaliar a qualidade do trabalho.

 

Alexandre Gallo, Vitória, Técnico,

Maurícia da Mata / Divulgação / EC Vitória

Certo é que estamos em julho e o Vitória já vai para o quarto técnico da temporada. Começou com Argel, que apesar de ter “salvado” o time em 2016, não deveria ter permanecido porque os indícios não eram bons e o elenco formado não tinha a “cara” do comandante. Foi mantido, durou pouco e foi substituído por Petkovic, inicialmente contratado para gerir o futebol mas que acabou assumindo o comando da equipe. Durou pouco também, até a chegada de Alexandre Gallo, que também não resistiu por muito tempo.

(mais…)

Opinião
Roger Machado: um vendedor de sonhos
20 julho, 2017
0
, , ,

Quando foi contratado, em dezembro do ano passado, em meio às finais da Copa do Brasil, Roger Machado trouxe esperança ao Atlético-MG. Quase todos viam nele o ótimo desempenho à frente do Grêmio, adversário do Galo naquela decisão já sob o comando de Renato Gaúcho, mas ainda com muitas características do trabalho do antigo treinador. Não demorou para Roger chegar e causar ainda mais encantamento: discurso moderno e promessas de um time diferente.

 

Na prática, muita diferença. Salvo raras exceções, os conceitos prometidos pelo treinador pouco foram vistos em campo. A marcação alta nem sempre funcionou (é verdade que às peças à disposição não ajudam neste aspecto), as transições rápidas não acontecem e o jogo apoiado não existe. Contra o Bahia, em mais uma derrota como mandante, mais demonstrações de que discurso e realidade não tem andado lado a lado.

(mais…)

Opinião
Ser árbitro não é fácil, mas não exagera Márcio Eustáquio
19 julho, 2017
0
, , , , ,

Imagine um lance que passaremos dias discutindo sem uma conclusão definitiva tendo que ser resolvido em milésimos de segundo, sem direito a erro. Não é fácil ser árbitro de futebol. Um jogador erra mais de um passe por jogo. Chuta várias bolas para fora. O técnico demora para mexer no time. O torcedor vaia o cara que vai fazer o gol da vitória no fim. O jornalista erra na análise. Mas o árbitro não tem o direito de errar.

 

Árbitro, Márcio Eustáquio Santiago, Internacional, Pottker, Série B, Luverdense,

Agência Estado

Márcio Eustáquio Santiago é um bom auxiliar. Considerado por muitos entre os melhores do país, tem baixo índice de erros graves. Mas o de ontem vai demorar para ser esquecido. E antes de vir ao caso qual era a melhor decisão a ser tomada na jogada, é claro que a reação do auxiliar na beira do campo induziu jogadores ao erro. Não só os do Luverdense, tendo em vista que Pottker, que acaba marcando o gol, também para na jogada quando vê Márcio dentro do campo com a bandeira levantada e a mão na cabeça. Conseguiu marcar porque estava bastante a frente dos outros adversários.

(mais…)

Opinião
Os números do Brasileirão – Rodada 14
18 julho, 2017
0
, , , , , , , , , , ,

Com a ajuda dos sites FootstatsWhoScored e Sr Goool, é possível levantar alguns números a respeito do Brasileirão. E a ideia é tentar analisar alguns dos mais importantes aqui, rodada após rodada. Confira agora os destaques da rodada 14.

 

A 14ª rodada teve a melhor média de público da competição com folga. A média foi de 21.043 torcedores por jogo, bem acima da segunda melhor rodada até aqui (17.847 na 8ª). Assim, alavancamos mais uma vez a média de público, que não era tão boa desde a abertura da competição. Ainda que precisemos olhar com calma para a precificação dos ingressos, é claro que aos poucos a competição engrena para o torcedor.

(mais…)