Marcação Tática
Deu a lógica em Minas
24 Abril, 2017
0
,

Mais de 70 jogos depois, deu a lógica no Campeonato Mineiro: Atlético e Cruzeiro vão jogar a decisão. Classificações sem grandes sustos garantiram os rivais frente a frente mais uma vez para decidir o estadual após dois anos. Os times chegam com problemas muito parecidos e vantagens completamente diferentes.

 

atletico_urt_semifinal O Atlético deixou de lado a pressão para fazer um bom jogo contra a URT. 3 a 0 com ótimo volume ofensivo, principalmente no segundo tempo. Roger mudou um pouco a cara do time com as entradas de Maicosuel e Marlone, permitindo uma equipe mais rápida e que abriu mais o campo para escapar do bom sistema defensivo do time do interior, que fez ótimo primeiro tempo mas deixou escapar uma bola para Rafael Moura decidir.

O Galo é um time muito organizado. As vezes, até demais. Com as peças que tem, pode e deve se soltar mais. Falta ao trabalho de Roger conseguir a fluência ofensiva no jogo apoiado. Para isso, precisa de rendimento maior principalmente de Robinho, que ainda não apareceu em 2017, e dos laterais (Marcos Rocha foi o melhor em campo neste domingo). Fica o favoritismo na decisão pela vantagem de jogar por dois resultados iguais e decidir em casa, já que provavelmente e infelizmente, teremos mais uma vez os famigerados mandos de campo na decisão.

 

O Cruzeiro teve mais dificuldades diante de um adversário mais forte, mas também se classificou sem grandes percalços. O América que foi muito superior na primeira partida mas perdeu chances demais, também perdeu chance de ouro no Mineirão nos poucos minutos em que foi melhor. A bola na trave de Renan Oliveira e o gol de Arrascaeta logo na sequência deram a tranquilidade para o Cruzeiro assumir as rédeas do confronto e controlar a partida.

 

A Raposa tem um time muito organizado. O “estilo Mano” está entranhado, ainda que este que vos escreve tenha achado que seria diferente. Com o talento que tem, poderia se soltar mais e sofrer menos (como já dissemos no jogo contra o São Paulo). Um problema parecido com do rival, mas que causa menos dificuldades pelo tempo maior de trabalho do comandante. Se tem a desvantagem no empate, a seu favor o Cruzeiro tem um calendário mais tranquilo que o adversário nos próximos 15 dias e um momento técnico melhor.

 

A decisão em Minas tem tudo para compensar o campeonato fraco e sem dificuldades para Atlético e Cruzeiro. Que seja um jogo definido dentro de campo e que as discussões fiquem só sobre o que acontecer lá. Preferencialmente, com as duas torcidas, nos dois jogos, no Mineirão.

0

Sobre o autor

Cristiano Maia

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Lanús, Almirón, 4-3-3

A virada épica do Lanús e a força de Almirón

Mais de 70 jogos depois, deu a lógica no Campeona...

Leia mais
Atlético-MG, Atlético-PR, Campeonato Brasileiro

Derrota justa do “Rogerbol” no Horto

Mais de 70 jogos depois, deu a lógica no Campeona...

Leia mais
Everton Ribeiro, Flamengo,

Onde encaixar Everton Ribeiro no Fla?

Mais de 70 jogos depois, deu a lógica no Campeona...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta