Marcação Tática
Pré-Temporada: Atlético-MG
3 janeiro, 2019
0
,

A última temporada pode ser considerada de altos e baixos no Atlético-MG. Apesar de ter fracassado na grande maioria das contratações realizadas e ter passado o ano sem títulos, figurou entre os seis primeiros do Campeonato Brasileiro praticamente de ponta a ponta e garantiu vaga na Libertadores de 2019. A dúvida é como vai reagir na nova temporada: ainda com uma política pés no chão que deixou o torcedor preocupado ou voltará a investir para brigar por títulos como no início da década.

Os primeiros sinais mantém a dúvida, já que o Galo parece estar no meio do caminho. O investimento mais vultuoso até aqui (Igor Rabello) não saiu dos cofres do clube. Os outros são apostas de custo médio ou baixo além do retorno de um antigo ídolo. Mas diferentemente das últimas temporadas, algo parece importante. A diretoria atleticana se esqueceu das grifes ofensivas e resolveu finalmente reforçar o setor que mais precisava de jogadores.

Levir Culpi ainda tem pouco tempo no comando do time mas já deu sinais importantes. O principal deles, que Cazares pode crescer de produção em suas mãos. Mas a impressão é que ainda podem acontecer mudanças no elenco ao longo do primeiro semestre.

No 4-2-3-1, reforços devem assumir titularidade na zaga do Atlético. Terans pode ganhar mais espaço com a ainda possível saída de Luan.

Se parece evidente que ainda está um passo atrás dos principais elencos do Brasil, o Atlético-MG começa a temporada deixando boa impressão no mercado. Investiu em posições necessárias, já começou a pensar em reposições e melhorou o time. Falta algo mais que possa colocar o time no mesmo patamar dos outros para voltar a brigar por títulos.

Se parar de interromper trabalhos a cada fracasso e seguir trabalhando bem no mercado de reforços, o Galo pode voltar a trilhar o caminho das conquistas. Mas nada vem do dia para a noite.

TÉCNICO: Levir Culpi (no comando desde outubro de 2018)

CHEGARAM: Guga (LD – Avaí), Réver (Z – Flamengo), Igor Rabello (Z – Botafogo) e Jair (V – Sport).

SAÍRAM: Juninho (Z – Palmeiras), Gabriel (Z – Botafogo), Matheus Galdezani (V – Coritiba), Tomás Andrade (M – River Plate-ARG), Nathan (M – Chelsea), Denílson (A – Al Faysali-ARA) e Edinho (A – Fortaleza).

A PROMESSA:  Bruninho (M – 18 anos). Rápido e driblador, estreou no profissional com apenas 17 anos, ainda no Campeonato Mineiro. Ainda que pareça longe de se firmar como opção no profissional, já carrega o olhares de clubes da Europa. Com Levir, pode ganhar mais uma sequência de oportunidades no estadual para tentar crescer em uma posição de grande concorrência.

(Em 2018 a aposta foi Nathan que acabou emprestado à Ponte Preta onde foi peça importante na boa campanha da Série B, jogando 34 partidas e marcando um gol. Seguirá em Campinas em 2019, onde tem atuado como volante.)

FIQUE DE OLHO: Cazares (M – 26 anos). Tecnicamente é o melhor jogador do elenco mas ainda briga com os altos e baixos no seu futebol. A reta final da última temporada, já com Levir Culpi, deixou a impressão que a estrela do camisa 10 pode brilhar definitivamente nesta temporada.

EM 2019: Campeonato Mineiro (briga pelo título), Copa Libertadores (oitavas de final), Copa do Brasil (quartas de final) e Campeonato Brasileiro (vaga na Libertadores).

AS APOSTAS DO BLOG EM 2018 (em negrito os acertos):Campeonato Mineiro (briga pelo título), Copa do Brasil (quartas de final), Copa Sul-Americana (briga pelo título) e Campeonato Brasileiro (vaga na Libertadores) .

0

About author

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

santos

Pré-Temporada: Santos

A última temporada pode ser considerada de altos ...

Leia mais
palmeiras

Pré-Temporada: Palmeiras

A última temporada pode ser considerada de altos ...

Leia mais
internacional

Pré-Temporada: Internacional

A última temporada pode ser considerada de altos ...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta