Marcação Tática
Pré-Temporada: Corinthians
9 janeiro, 2018
0
,

A “quarta força de São Paulo” acabou campeã nacional em 2017. Após o incontestável título do Campeonato Brasileiro, o desafio do Corinthians em 2018 é manter o nível com os olhos voltados para ele. E lidar também com outra dificuldade imposta aos times que terminam em primeiro: os olhos do mercado internacional. Do time-base, três jogadores deixaram o Timão. Pablo, Guilherme Arana e Jô vão se aventurar em outra equipe e substituí-los não será tarefa simples.

 

Pelo menos desta vez não houve desmanche como após o último título nacional. Carille tem à disposição boa parte do elenco e tem como missão tornar a equipe menos previsível para evitar as dificuldades de parte do segundo turno. Se não empolgam, os reforços até agora mantém o perfil “low profile” da última temporada que funcionou bem. Ainda que a expectativa seja por nomes com um pouco mais de peso nas próximas semanas como o zagueiro Henrique e o atacante Henrique Dourado, ambos ex-Fluminense.

 

Nos primeiros passos da pré-temporada, Carille ensaia alguns testes que podem vingar ao longo do ano. Por exemplo, Jádson voltando a atuar por dentro, ao lado de Rodriguinho. Se pode perder em intensidade e força de marcação, o Corinthians ganharia dinâmica e qualidade no passe. E também, naturalmente, velocidade pelos lados com Clayson, Júnior Dutra ou Lucca. A médio prazo, porém, vejo Maycon retomando lugar entre os titulares para dar mais equilíbrio ao meio.

Corinthians, Pré-Temporada,

Corinthians no 4-1-4-1, com boa parte da base campeã nacional.

Ainda falta solucionar o problema da saída de Jô, peça mais importante em campo no último Campeonato Brasileiro. Além de ser o homem dos gols, o camisa 7 foi quem se movimentou para abrir espaços e prendeu bem a bola no pivô. Apesar do bom 2017, Henrique Dourado não me parece capaz de oferecer o mesmo. As outras opções no elenco também mudariam muito a característica do setor.

 

É difícil não apostar no Corinthians após o que o time foi capaz de fazer no último ano. Mas é preciso entender que os desafios agora são ainda maiores. Em 2017, quando passaram a olhar com mais cuidado para o bom time de Fábio Carille, ele já havia disparado na liderança. Desta vez os adversários não só estão de olho como sabem um pouco do que esperar da equipe corinthiana.

TÉCNICO: Fábio Carille (no comando desde janeiro de 2017)

CHEGARAM: Juninho Capixaba (LE – Bahia); Renê Júnior (V – Bahia); Lucca (A – Ponte Preta) e Júnior Dutra (A – Avaí).

SAÍRAM: Douglas (G – Bahia); Del’Amore (Z – Londrina); Guilherme Arana (LE – Sevilla-ESP); Marciel (V – Ponte Preta); Marlone (M – Sport); Gustavo (A – Fortaleza); Luidy (A – Ceará) e Jô (A – Nagoya Grampus-JAP).

A PROMESSA: Pedrinho (M – 19 anos). Já deu os primeiros passos no ano de 2017 e pode ganhar ainda mais espaço na atual temporada. Ainda que atue em uma das posições mais concorridas do time, tem velocidade e drible para tentar convencer Carille a ganhar chances na equipe.

(Em 2017 a aposta foi em Léo Santos, que jogou o Sul-Americano sub-20 com a seleção mas teve poucas chances no time profissional. Segue no elenco para 2018, embora ainda tenha pouca perspectiva de jogar muitos minutos)

FIQUE DE OLHO: Rodriguinho (M – 29 anos). O mesmo nome do último ano como o principal destaque da equipe. Ainda que tenha decepcionado em boa parte de 2017, Rodriguinho é a cara do Corinthians de Carille: dinâmico, intenso e capaz de tirar o melhor possível de cada um.

EM 2018: Campeonato Paulista (briga pelo título), Copa do Brasil (semifinal), Copa Libertadores (oitavas de final) e Campeonato Brasileiro (briga por vaga na Libertadores).

 

AS APOSTAS DO BLOG EM 2017 (em negrito os acertos): Campeonato Paulista (briga pelo título), Copa do Brasil (corre por fora), Campeonato Brasileiro (briga por vaga na Libertadores) e Copa Sul-Americana (briga pelo título).

0

About author

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Grêmio, Luan, Recopa

Grêmio precisa aproveitar melhor se quiser ter Luan como falso 9

A “quarta força de São Paulo” acabou...

Leia mais
Vitória, Pré-Temporada,

Pré-Temporada: Vitória

A “quarta força de São Paulo” acabou...

Leia mais
Vasco, Pré-Temporada,

Pré-Temporada: Vasco

A “quarta força de São Paulo” acabou...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta