Marcação Tática
Pré-Temporada: CSA
11 janeiro, 2019
0
,

A vida de quem sobe para a Série A não é fácil e já dissemos aqui repetidas vezes que normalmente pelo menos dois dos quatro acabam caindo no ano seguinte. A situação é ainda mais dura para quem está fora da elite há mais tempo. O CSA vai disputar o Campeonato Brasileiro depois de 31 anos. E deve viver uma temporada dura.

Time que mais se movimentou até agora na janela, o CSA contratou muito mas ainda parece distante de montar um time competitivo para a Série A. A aposta, ao que parece, foi trazer muitos jogadores gastando o mínimo possível, avaliar a equipe no estadual e deixar os maiores investimentos para o segundo semestre.

Em um Campeonato onde o dinheiro fala cada vez mais alto, não é fácil estruturar uma equipe pequena para a competição. Principalmente quando você tem um elenco com pouquíssima rodagem em disputas como esta. Mais do que reforçar a equipe, o CSA precisará de jogadores que entendam a competição e que saibam lidar com os percalços ao longo de uma temporada difícil.

CSA ainda deve receber reforços mas chama a atenção a ausência de jogadores com experiência em disputa da Série A do Campeonato Brasileiro.

A primeira impressão ao ver o elenco disponível é a pior possível. Marcelo Cabo que acumula bons trabalhos na Série B, vai precisar de mais do que extrair o máximo do grupo. Montar uma equipe competitiva, que se entenda rapidamente mesmo com tantas chegadas e saídas. E contar com o apoio da torcida que será fundamental para garantir pontos em casa.

É difícil imaginar que o CSA consiga surpreender. Um Campeonato onde consiga competir já vai ser mais do que o esperado. O importante é entender com naturalidade esse passo firme que deu em direção à reconstrução. E saber que um possível passo atrás agora não deve ser encarado como uma tragédia.

TÉCNICO: Marcelo Cabo (no comando desde fevereiro de 2018)

CHEGARAM: João Carlos (G – CRB), Fabrício (G – Boa Esporte), Régis (LD – Sem Clube), Joazi (LD – Boa Esporte), Luciano Castán (Z – Al Khor-QAT), Gérson (Z – Lechia Gdansk-POL), Pedro Rosa (LE – Sertãozinho), Amaral (V – Boa Esporte), Mauro Silva (V – Bonsucesso), Jhonnatan (V – Náutico), Matheus Sávio (M – Flamengo), Lucca Mota (M – Botafogo), Ramon (A – Fluminense), Thiaguinho (A – Ponte Preta), Lohan (A – Friburguense), Hiago (A – Kalmar FF-SUE) e Patrick Fabiano (A – Al Samiya-KUW).

SAÍRAM: Lucas Frigeri (G – Avaí), Felipe Garcia (G – Tombense), Mota (G – Paysandu), Muriel (LD – Caxias), Wellington Silva (LD – Sem Clube), Elivelton (Z – Boavista), Xandão (Z – Sem Clube), Roger (Z – América), Rodrigo Lobão (Z – Bangu), Matheus Lopes (Z – Paraná), Velicka (LE – Brasil de Pelotas), Yuri (V – Bahia), Pio (V – Red Bul Brasil), Boquita (V – Brasil de Pelotas), Daniel Costa (M – Criciúma), Juan (M – Sem Clube), Echeverria (M – Remo), Walter (A – São Bento), Rubens (A – Figueirense), Taiberson (A – Veranópolis), Alemão (A – Ituano), Neto Berola (A – América), Hugo Cabral (A – Ponte Preta), Pingo (A – Sem Clube) e Judivan (A – Cruzeiro).

A PROMESSA: Victor Silva (M – 20 anos). Subiu para o elenco profissional no ano passado e foi bastante elogiado por Marcelo Cabo apesar de ter recebido poucas oportunidades no time. Jogador de velocidade, pode fazer a função de armador ou também de ponteiro.

FIQUE DE OLHO: Didira (M – 30 anos). A única experiência do experiente meia na Série A do Campeonato Brasileiro foi uma rápida passagem pelo Atlético-MG em 2011. No CSA desde 2016, é um dos ídolos da torcida e precisa provar que tem condição de jogar em um nível mais elevado. Na última temporada, marcou 13 gols.

EM 2019: Campeonato Alagoano (favorito ao título), Copa do Nordeste (quartas de final), Copa do Brasil (terceira fase) e Campeonato Brasileiro (luta contra o rebaixamento).

0

About author

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

santos

Pré-Temporada: Santos

A vida de quem sobe para a Série A não é fácil...

Leia mais
palmeiras

Pré-Temporada: Palmeiras

A vida de quem sobe para a Série A não é fácil...

Leia mais
internacional

Pré-Temporada: Internacional

A vida de quem sobe para a Série A não é fácil...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta