Marcação Tática
Pré-Temporada: Grêmio
23 Janeiro, 2017
0
,

Renato Gaúcho pode ser tudo, menos bobo. Em 2016, foi inteligente no comando do trabalho encaminhado por Roger Machado, fez algumas mudanças pontuais e recuperou a confiança de jogadores importantes. O resultado: título da Copa do Brasil, fazendo do Grêmio o maior vencedor do torneio. Em 2017, a missão é mais difícil. O sarrafo subiu após a última temporada e o treinador colocará seu dedo em definitivo na equipe.

 

Os reforços não empolgam. Pelo contrário. Alguns causam enorme estranheza, como Léo Moura (praticamente aposentado um ano atrás) e Jael (que passou sem brilho por grandes clubes e que fez temporada ruim no Joinville). Mas repito: Renato Gaúcho é tudo, menos bobo. Se o clube não tem dinheiro para grandes investimentos, o ideal é buscar jogadores que ele conhece e que já extraiu algo de positivo além de atletas que conhecem seu modo de trabalhar e jogar.

Ainda assim, o time deve ser praticamente o mesmo que venceu a Copa do Brasil. Léo Moura pode ser opção mais ofensiva para a vaga de Edilson, aproveitando-se do espaço deixado por Ramiro no corredor direito. E no quarteto ofensivo, a briga promete ser interessante. Ramiro pode dar espaço a um jogador mais ofensivo em jogos eventuais. E Bolaños, definitivamente adaptado, precisa se tornar o jogador que se esperava quando foi contratado.

 

gremio_pretemporada

Há qualidade e conjunto no time do Grêmio, o que é importante ressaltar. A manutenção de jovens talentosos como Wallace e Luan também é muito importante para a Libertadores. E eles fazem mescla interessante com Grohe, Geromel, Douglas e também os novos reforços como Léo Moura. Se não parece pronto para disputar um campeonato longo, por pontos corridos, com elencos mais qualificados, é uma equipe que pode surpreender facilmente em uma disputa mata-mata como foi em 2016.

 

Resta saber quanto tempo levará para que o Grêmio seja definitivamente o “time do Renato” e mais do que isso: o quanto isso pode ser bom para um time que terá mais exigências na temporada que está por começar.

 

TÉCNICO: Renato Gaúcho (no comando desde setembro de 2016)

CHEGARAM: Léo Moura (LD – Santa Cruz), Leonardo (LD – Boa); Michel (V – Atlético-GO); Beto da Silva (A – PSV-HOL) e Jael (A – Joinville).

VOLTAM: Maxi Rodriguez (M – Peñarol-URU) e Fernandinho (A – Flamengo).

SAÍRAM: Wallace Reis (Z – Gaziantepspor-TUR); Fred (Z – Vitória); Marcelo Hermes (LE – Benfica); Moisés (V – Chapecoense); Felipe Tontini (M – Ceará); Henrique Almeida (A – Coritiba); Negueba (A); Guilherme (A – Botafogo) e Paulinho (A – Tubarão).

A PROMESSA: Lucas Lovat (LE – 20 anos). Contratado junto ao Avaí, é visto com bons olhos pela diretoria. Apesar da provável chegada de Cortês para o setor, o jovem pode surpreender e brigar por espaço no time. Chegou a atuar como zagueiro e tem bom posicionamento defensivo, características parecidas com a do atual titular da posição.

(Em 2016 a aposta foi em Lincoln, que atuou 29 vezes entre os profissionais, marcando quatro gols. Deve ganhar ainda mais espaço em 2017, mais maduro, para ser trabalhado como o substituto de Douglas)

FIQUE DE OLHO: Luan (A – 23 anos). No radar de Tite, é o jogador mais talentoso do grupo. Caso o Grêmio consiga mantê-lo ao longo de todo o ano no elenco, certamente será peça fundamental para Renato Gaúcho.

EM 2017: Primeira Liga (briga pelo título), Campeonato Gaúcho (briga pelo título), Libertadores (quartas de final), Copa do Brasil (briga pelo título) e Campeonato Brasileiro (briga por vaga na Libertadores).

 

AS APOSTAS DO BLOG EM 2016 (em negrito os acertos): Liga Sul Minas Rio (briga pelo título), Campeonato Gaúcho (favorito ao título), Copa Libertadores (quartas de final), Copa do Brasil (briga pelo título) e Campeonato Brasileiro (briga pelo título).

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Lanús, Almirón, 4-3-3

A virada épica do Lanús e a força de Almirón

Renato Gaúcho pode ser tudo, menos bobo. Em 2016,...

Leia mais
Atlético-MG, Atlético-PR, Campeonato Brasileiro

Derrota justa do “Rogerbol” no Horto

Renato Gaúcho pode ser tudo, menos bobo. Em 2016,...

Leia mais
Everton Ribeiro, Flamengo,

Onde encaixar Everton Ribeiro no Fla?

Renato Gaúcho pode ser tudo, menos bobo. Em 2016,...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta