Marcação Tática
Pré-Temporada: Internacional
18 janeiro, 2019
0
,

No futebol, em geral, o inimigo mora ao lado. Mas muitas vezes os bons exemplos também. Depois de cair em desgraça e jogar a segunda divisão, o Internacional parece ter percebido seus erros e faz como o rival para competir em um mercado desigual. Planejamento, pés no chão e sequência.

Foi assim em 2018 quando o time conseguiu em determinado momento brigar pelo título nacional mesmo nunca estando entre os favoritos. Odair Hellman começou mal o ano, viu o trabalho passar por momentos difíceis, mas contou com a confiança da diretoria no planejamento para entregar um bom resultado. Como deve ser.

Para a nova temporada, sem reforços expressivos, a ideia é a mesma. Manutenção de uma ideia de jogo, linha de trabalho e de boa parte do grupo de jogadores. Tem tudo para funcionar ainda melhor. Principalmente no setor ofensivo, que foi o calcanhar de aquiles em momentos duros do último ano, mas ganhou bons reforços como Neílton, Rafael Sóbis e Guerrero.

Odair deve manter o 4-2-3-1 que terminou a última temporada mas tem uma série de opções desta vez para remontar o time se desejar.

A princípio, os primeiros sinais de Odair são da manutenção do sistema que terminou a última temporada. D’Alessandro, ídolo histórico e que foi importante em 2018 deve perder espaço ainda que o elenco não tenha pronto um meia da mesma envergadura. Rafael Sóbis, Neílton e Nico Lopez podem fazer o papel de jogar por dentro, atrás do centroavante. Outra alternativa com Rithely e Lindoso no elenco é retornar ao 4-3-3/4-1-4-1 ganhando força física no meio e liberando mais os homens de frente.

Assim como no ano passado, o Internacional não parece pronto para brigar com os principais times/elencos do país. Mas evidentemente começa a temporada mais encorpado e com opções interessantes. A sequência do trabalho pode ser o segredo para “surpreender” mais uma vez.

TÉCNICO: Odair Hellman (no comando desde janeiro de 2018)

CHEGARAM: Bruno (LD – Bahia), Rodrigo Lindoso (V – Botafogo), Matheus Galdezani (V – Coritiba), Rafael Sóbis (A – Cruzeiro), Neílton (A – Vitória), Guilherme Parede (A – Coritiba) e Tréllez (A – São Paulo).

SAÍRAM: Fabiano (LD – Palmeiras), Léo Ortiz (Z – Red Bull), Thalles (Z – Vitória), Ernando (Z – Bahia), Gabriel Dias (V – Fortaleza), Charles (V – Sport), Gustavo Ferrareis (M – Botafogo), Leandro Damião (A – Kawasaki Frontale-JAP), Rossi (A – Shenzen FC-CHI) e Luis Felipe (A – Fluminense).

A PROMESSA: Sarrafiore (M – 21 anos). Teve apenas uma oportunidade na última temporada mas pode usar o estadual para alavancar espaço no elenco de Odair Hellman em 2019. O meia canhoto tem técnica apurada e pode ser opção em um time que corre muito mas pensa pouco.

(Em 2018 a aposta foi Charles, que jogou apenas sete partidas na temporada. Vai atuar pelo Sport, por empréstimo.)

FIQUE DE OLHO: Rodrigo Dourado (V – 24 anos). Depois de um ano em baixa, Dourado voltou com tudo em 2018. Foi o principal jogador do Internacional e se repetir o desempenho nesta temporada deve ficar pouco tempo no Brasil. Volante moderno de ótima leitura de jogo e excelente saída de bola.

EM 2019: Campeonato Gaúcho (briga pelo título), Copa Libertadores (oitavas de final), Copa do Brasil (quartas de final) e Campeonato Brasileiro (vaga na Libertadores).

AS APOSTAS DO BLOG EM 2018 (em negrito os acertos): Campeonato Gaúcho (favorito ao título), Copa do Brasil (oitavas de final) e Campeonato Brasileiro (meio de tabela).

0

About author

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

santos

Pré-Temporada: Santos

É uma união com cara de ter tudo para dar errado...

Leia mais
palmeiras

Pré-Temporada: Palmeiras

O atual campeão brasileiro entra 2019 mantendo o ...

Leia mais
gremio

Pré-Temporada: Grêmio

Segundo time com o trabalho mais longo entre os qu...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta