Marcação Tática
Pré-Temporada: Palmeiras
24 janeiro, 2017
0
,

O atual campeão brasileiro voltou a estar entre os times de maior investimento para a temporada. O Palmeiras não parece satisfeito nunca e Alexandre Mattos com dinheiro na mão é como um vendaval no mercado. Desta vez, de forma mais pontual. Boas apostas nos destaques do último torneio nacional como Veiga, Keno e Hyoran. E investimento alto na melhor contratação da janela: Felipe Melo é jogador que muda patamar de time no Brasil. Embora injustamente marcado apenas como um jogador de cabeça fraca e jogo violento, é volante de altíssimo nível, que chega para solucionar problemas no meio-campo do Palmeiras.

 

A mudança mais marcante está no comando. A saída de Cuca e a chegada de Eduardo Baptista devem mudar completamente o estilo do Palmeiras. Enquanto o antigo treinador apostava em linhas altas, ligação direta e jogo ofensivo, o novo comandante gosta de times compactos, linhas recuadas e jogo de aproximação com passes curtos. Embora seja fácil notar que o Palmeiras tem jogadores que encaixam muito bem no “novo esquema” é preciso ver como time e torcida vão reagir a nova cara da equipe, que pode ser ainda melhor.

O que mais chama a atenção são as disputas em praticamente todas as posições. Os dois zagueiros, Felipe Melo e Dudu parecem os únicos titulares absolutos de um elenco forte, numeroso e equilibrado. Jean, Egídio, Raphael Veiga, Michel Bastos, Roger Guedes, Keno, Alecsandro e Willian são jogadores que podem naturalmente brigar por uma vaga entre os onze.

 

palmeiras_pretemporada

Embora Eduardo Baptista tenha uma forma muito bem definida de trabalhar, é ótimo para o treinador que precisa dar um passo adiante na carreira, ter um time que permite várias formas de jogo. Com Willian como “falso nove” ganha mobilidade na frente (Keno também pode ser experimentado na função). Com Veiga o meio-campo pode ficar mais ofensivo, no 4-2-3-1. Com Roger Guedes, os ponteiros ficam mais agudos. Alternativas que serão fundamentais para surpreender os adversários que certamente terão o Palmeiras na alça de mira.

 

Com a manutenção de praticamente todo o elenco e reforços tão importantes, é impossível não imaginar que o Palmeiras chegue a 2017 sem a condição de disputar algum título. Desafio grande para Eduardo Baptista que tenta novo trabalho em time grande, onde ainda não teve sucesso. Encaminhar um trabalho dentro das expectativas pode mudar definitivamente o patamar do treinador.

 

TÉCNICO: Eduardo Baptista (no comando desde janeiro de 2017)

CHEGARAM: Antônio Carlos (Z – Ponte Preta); Felipe Melo (V – Inter de Milão-ITA); Guerra (M – Atlético Nacional-COL); Michel Bastos (M – São Paulo); Raphael Veiga (M – Coritiba); Hyoran (A – Chapecoense); Willian (A – Cruzeiro) e Keno (A – Santa Cruz).

SAÍRAM: Vagner (G – Mirassol); João Pedro (LD – Chapecoense); Lucas (LD – Fluminense); Leandro Almeida (Z – Figueirense); Roger Carvalho (Z – Atlético-GO); Nathan (Z – Chapecoense); Luiz Gustavo (Z – Munique 1860-ALE); Fabrício (LE – Cruzeiro); Gabriel (V – Corinthians); Matheus Sales (V – Bahia); Amaral (V – Chapecoense); Cleiton Xavier (M – Vitória); Allione (M – Bahia); Mouche (A – Olímpia-PAR); Gabriel Jesus (A – Manchester City-ING); Leandro (A – Kashiwa Antlers-JAP); Leandro Pereira (A – Club Brugge-BEL) e Vinicius (A – Adnaspor-TUR).

A PROMESSA: Vitinho (M – 18 anos). Considerado a maior promessa da base do Palmeiras nos últimos anos (inclusive acima de Gabriel Jesus), teve um 2016 importante para o amadurecimento e deve ganhar mais espaço na atual temporada. Apesar da briga complicada no setor, pode chamar a atenção com velocidade e ótima bola parada.

(Em 2016 a aposta foi em Augusto, que não teve chance no elenco profissional, o que pode acontecer em 2017)

FIQUE DE OLHO: Felipe Melo (V – 33 anos). A melhor contratação do futebol brasileiro em 2017. Força física, técnica acima da média para a posição e experiência internacional que podem mudar o patamar do time palmeirense.

EM 2017: Campeonato Paulista (briga pelo título), Libertadores (briga pelo título), Copa do Brasil (briga pelo título) e Campeonato Brasileiro (favorito ao título).

 

AS APOSTAS DO BLOG EM 2016 (em negrito os acertos): Campeonato Paulista (briga pelo título), Copa Libertadores (semifinal), Copa do Brasil (briga pelo título) e Campeonato Brasileiro (briga pelo título).

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Atlético-MG, Atlético-PR, Campeonato Brasileiro

Derrota justa do “Rogerbol” no Horto

O atual campeão brasileiro voltou a estar entre o...

Leia mais
Everton Ribeiro, Flamengo,

Onde encaixar Everton Ribeiro no Fla?

O atual campeão brasileiro voltou a estar entre o...

Leia mais
atleticoxgodoycruz

Roger potencializa individualidades no Galo

O atual campeão brasileiro voltou a estar entre o...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta