Marcação Tática
Pré-Temporada: Santos
25 Janeiro, 2017
0
,

Dorival Júnior fez o melhor trabalho entre todos os técnicos brasileiros em 2016. Sem reforços importantes e com a baixa de Gabigol, manteve o Santos em condições de brigar com qualquer time. E mais: achou alternativas interessantes como Vitor Bueno fazendo ainda o time jogar de forma cada vez mais moderna. Faltava elenco. A sequência de jogos e baixas importantes a cada partida impediam o time de ter sequência. Não falta mais.

 

Porque o Santos foi bem ao mercado de transferências. Cléber e Bruno Henrique chegam com status de titulares. Leandro Donizete pode ser muito útil. A gama de opções aumenta entre os titulares e também no banco de reservas e não há mais o que reclamar (falta um reserva para Ricardo Oliveira, é verdade).

Ainda é preciso salientar a manutenção da base do time, sem grandes baixas. O Santos moderno, ofensivo e agradável à vista, pode (e deve) ser ainda melhor em 2017. Principalmente se conseguir recuperar Lucas Lima, que já deu alguns indícios importantes no fim da última temporada. Alguns jogadores jovens como Gustavo Henrique, Zeca e Thiago Maia, estão mais maduros e devem assumir definitivamente papel de protagonismo no elenco.

 

santos_pretemporada

Ainda que exista um equilíbrio de forças e rivais de muita força, o Santos que já andou por perto em 2016 deve se colocar ainda mais como postulante na nova temporada. E pode coroar a paciência e o ótimo trabalho de Dorival Júnior, a quem a Vila Belmiro parece fazer muito bem.

 

O que faltava está aí. Com o elenco reforçado e um trabalho estabilizado, é impossível não colocar o Santos como um grande candidato. Importante notar que ainda assim, o time tem espaço para jogadores jovens e deve seguir oportunizando chances aos meninos, tradição da casa.

 

TÉCNICO: Dorival Júnior (no comando desde julho de 2015)

CHEGARAM: Matheus Ribeiro (LD – Atlético-GO); Cléber (Z – Hamburgo-ALE); Leandro Donizete (V – Atlético-MG); Bruno Henrique (A – Wolfsburgo-ALE); Kayke (A – Yokohama Marinos-JAP) e Vladimir Hernandez (A – Júnior Barranquilla-COL).

VOLTA: Thiago Ribeiro (A – Bahia).

SAÍRAM: Valência (V – Atlético Nacional-COL); Alisson (V – Red Bull); Fernando Medeiros (V – Botafogo-SP); Elano (M); Joel (A – Botafogo) e Paulinho (A – Flamengo).

A PROMESSA: Arthur Gomes (A – 18 anos). Com o apoio de Neymar, começou a ganhar chances no fim do ano passado e agradou a Dorival Júnior. Com passagem pela seleção brasileira sub-17, é rápido e atua bem por qualquer dos lados. Pode ser alternativa interessante embora dispute uma posição acirrada.

(Em 2016 a aposta foi em Fernando Medeiros, volante que teve poucas chances de jogar no time principal. Em 2017 está emprestado ao Botafogo de Ribeirão Preto)

FIQUE DE OLHO: Lucas Lima (M – 25 anos). Ainda que tenha tido um ano ruim, segue com a confiança de Dorival Júnior e Tite. Mais maduro, parece ter percebido que ficar com a cabeça em propostas recusadas ou que não chegaram, não o levará adiante. Deve voltar a ser peça fundamental no time em 2017.

EM 2017: Campeonato Paulista (briga pelo título), Libertadores (quartas de final), Copa do Brasil (briga pelo título) e Campeonato Brasileiro (briga pelo título).

 

AS APOSTAS DO BLOG EM 2016 (em negrito os acertos): Campeonato Paulista (briga pelo título), Copa do Brasil (quartas de final) e Campeonato Brasileiro (meio de tabela).

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Lanús, Almirón, 4-3-3

A virada épica do Lanús e a força de Almirón

Dorival Júnior fez o melhor trabalho entre todos ...

Leia mais
Atlético-MG, Atlético-PR, Campeonato Brasileiro

Derrota justa do “Rogerbol” no Horto

Dorival Júnior fez o melhor trabalho entre todos ...

Leia mais
Everton Ribeiro, Flamengo,

Onde encaixar Everton Ribeiro no Fla?

Dorival Júnior fez o melhor trabalho entre todos ...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta