Marcação Tática
Pré-Temporada: Vitória
21 janeiro, 2018
0
,

Apesar do assédio a alguns de seus jogadores, o Vitória conseguiu manter praticamente a mesma base da última temporada para 2018. A única baixa foi o jovem David, contratado pelo Cruzeiro. Nomes importantes como Kieza e Trellez que estiveram ou ainda estão na mira de outros clubes, por enquanto tem a permanência confirmada. Assim como o técnico Vágner Mancini, que se prepara para mais um bom trabalho de longo prazo.

 

O Vitória está entre os times da Série A que menos contrataram para a temporada. Só Flamengo e Botafogo se reforçaram menos até aqui. Mas os primeiros passos em 2018 mostram que dos quatro contratados, dois chegam para jogar: Lucas e Bryan não são laterais em ótima fase mas tem rodagem e capacidade para se tornarem importantes para a equipe baiana.

 

A tendência mais uma vez é de um time forte fisicamente mas com velocidade e qualidade na frente. Neílton mais maduro vem se tornando um jogador importante jogando por dentro, o que parecia impensável pouco tempo atrás. Trellez começou o ano como terminou o último, em alta e marcando gols. E o jovem Yago parece ser a bola da vez para ganhar espaço na equipe principal.

Vitória, Pré-Temporada,

Primeiros movimentos do Vitória em 2018 são no 4-2-3-1.

A tendência, no entanto, é que Mancini tenha dificuldade com as poucas peças de reposição. O elenco é curto e não oferece tantas boas opções fora do time titular. Para uma temporada apertada pela Copa do Mundo, pode ser difícil manter um bom nível a longo prazo. Alguns jogadores jovens como Léo Xavier, Léo Gomes e Rafaelson vão precisar responder rapidamente para ajudarem o treinador.

 

Se não é um time que permite sonhar tão alto, o Vitória consegue manter uma base e uma linha de trabalho e isso pode ser uma grande vantagem em relação a boa parte dos concorrentes. Com os pés bem preso no chão, pode levar um 2018 tranquilo e sem sustos.

 

TÉCNICO: Vágner Mancini (no comando desde julho 2017)

CHEGARAM: Lucas (LD – Fluminense), Bryan (LE – Cruzeiro), Lucas Marques (V – Chapecoense) e Denilson (A – São Paulo).

SAÍRAM: Wallace (G – Guarani), Rene (Z – Atlético-GO), Thallyson (LE – Novorizontino) e David (A – Cruzeiro).

A PROMESSA: Léo Xavier (Z – 20 anos). Zagueiro de bom passe, pode atuar também como volante. Em uma posição carente, pode ganhar chances com o técnico Vágner Mancini em 2018. No último ano, chegou a ser convocado por Tite para completar os treinos da seleção principal.

(Em 2017 a aposta foi em Caíque, que teve chance em 14 jogos na última temporada mas deve seguir como reserva de Fernando Miguel em 2018.)

FIQUE DE OLHO: Neílton (A – 23 anos). Tem assumido protagonismo importante no time. Ainda que não seja o jogador que pintou como destaque na base do Santos, dá sinais de que será cada vez mais útil. Os primeiros passos na temporada são jogando por dentro, como meia, atrás de Trellez.

EM 2018: Campeonato Baiano (briga pelo título), Copa do Nordeste (briga pelo título), Copa do Brasil (terceira fase) e Campeonato Brasileiro (luta contra o rebaixamento).

AS APOSTAS DO BLOG EM 2017 (em negrito os acertos): Campeonato Baiano (briga pelo título), Copa do Nordeste (briga pelo título), Copa do Brasil (oitavas de final) e Campeonato Brasileiro (luta contra o rebaixamento).

2

About author

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Grêmio, Luan, Recopa

Grêmio precisa aproveitar melhor se quiser ter Luan como falso 9

Apesar do assédio a alguns de seus jogadores, o V...

Leia mais
Vasco, Pré-Temporada,

Pré-Temporada: Vasco

Apesar do assédio a alguns de seus jogadores, o V...

Leia mais
Sport, Pré-Temporada,

Pré-Temporada: Sport

Apesar do assédio a alguns de seus jogadores, o V...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta