Opinião
Benedetto e a dura realidade do esporte
20 novembro, 2017
0
, , ,

O domingo teve a primeira derrota do Boca no Campeonato Argentino mas trouxe uma notícia ainda pior para o time xeneize. Benedetto rompeu os ligamentos do joelho e vai ficar entre seis e oito meses fora do time. Titular nas duas últimas partidas das Eliminatórias, dificilmente estará na Copa do Mundo da Rússia. Um golpe duro.

 

Benedetto, Boca, Lesão

TELAM

Desde o ano passado no clube do coração, aos 27 anos parecia ter atingido o auge. São 34 jogos e 30 gols com a camisa do Boca. Na atual edição do argentino, em nove rodadas marcou nove gols e deu quatro assistências. Ontem, na derrota por 2×1 para o Racing na Bombonera, marcou de pênalti o seu último gol no ano. Responsável direto pela campanha até então perfeita do líder da competição, que apesar do tropeço segue líder isolado com seis pontos a mais que o San Lorenzo, vice-líder.

 

Pipa Benedetto não é um craque incontestável. Mas definitivamente não é só um atacante comum em ótima fase. Ninguém joga mais de um ano em altíssimo nível num clube de exigência tão alta por acaso. E embora tenha crescido muito desde a última temporada, o centroavante tem números acima da média desde 2011, quando jogou a segunda divisão pelo Gimnasia. No Boca, se tornou peça fundamental com liderança, movimentação e poder de definição.

 

Mas o futebol as vezes é duro. Ontem, após marcar o gol, exagerou na força em uma entrada no adversário e merecia ser expulso. Não foi. Pouco depois, veio a lesão em um lance absolutamente casual. Azar.

 

Cotado para jogar a próxima Copa, realizando um sonho no clube do coração e na mira de grandes clubes da Europa para a próxima janela. A realidade de Benedetto vai mudar nos próximos meses e é impossível prever em que condição voltará ao campo. Não é um caso único e mostra que no futebol é preciso valorizar e aproveitar os bons momentos. Muitos fatores podem influenciar o desempenho dos jogadores e a realidade muda de um momento para o outro. Como foi para Benedetto, que fará muita falta ao, hoje, principal candidato na próxima Libertadores.

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Único vexame do Flamengo foi fora do campo

O domingo teve a primeira derrota do Boca no Campe...

Leia mais

Grêmio e a superação na final do Mundial

O domingo teve a primeira derrota do Boca no Campe...

Leia mais

Brasileirão de Aspirantes é necessário

O domingo teve a primeira derrota do Boca no Campe...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta