Opinião
Boas ideias não bastam a um Vasco engessado
2 Março, 2017
0
, ,

Ainda é cedo para cobrar trabalho sólido de qualquer técnico que tenha começado a trabalhar em um clube em janeiro, como é o caso de Cristóvão Borges no Vasco. Difícil imaginar movimentos naturais, entrosamento, capacidade de entender todo o plano de jogo do comandante em tão pouco tempo, principalmente se levarmos em conta que alguns dos reforços vinham sem jogar e outros ainda nem estrearam.

 

cristovao_vasco Mas o Vasco voltou a mostrar dificuldades de um time engessado na suada classificação contra o Vila Nova-GO pela Copa do Brasil. As boas ideias estão ali, como é marca nos trabalhos de Cristóvão: defesa alta, jogo apoiado pelos lados, laterais atacando ao mesmo tempo para dar amplitude. A dificuldade em colocá-las em prática, porém, também tem sido marca dos últimos clubes pelo qual o treinador passou.

O Vasco é um time engessado e nada natural. Parece longe de entender o que pretende o técnico. Viveu poucos bons momentos no Serra Dourada e o jogo só fluiu quando passou pelos pés de Douglas (ainda que o mesmo prenda demais a bola em determinados momentos). Na maior parte do tempo: muito chutão da defesa e pouco jogo entrelinhas.

 

Wágner “ganhou” um gol em erro grotesco da defesa. Thalles fez o primeiro em boa jogada pela esquerda. Aliás, continuo estranho porque investir tanto em Luis Fabiano em reta final de carreira tendo um centroavante de tanto potencial (ainda que ele represente alguns problemas e não consiga manter a boa fase por muito tempo ainda).

 

Com o material humano que tem, o Vasco pode jogar melhor. Para isso, Cristóvão precisa conseguir colocar as boas ideias em prática. Boa vontade não basta. À distância é difícil dizer se falta qualidade nos treinos, boa vontade dos jogadores ou apenas tempo. Possivelmente o tempo vai responder.

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

O “jeitinho brasileiro” do Grêmio é jogo sujo

Ainda é cedo para cobrar trabalho sólido de qual...

Leia mais

Benedetto e a dura realidade do esporte

Ainda é cedo para cobrar trabalho sólido de qual...

Leia mais

Campeonato Brasileiro no mundo da Lua

Ainda é cedo para cobrar trabalho sólido de qual...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta