Opinião
Chape escreve história e mostra evolução
4 abril, 2017
0

Foi uma noite especial em Chapecó. E não podia ser diferente, com a vinda do Atletico Nacional que tantas lições deixou à cidade no fim de 2016. Justas homenagens e estádio lotado, como deveria ser (embora a Conmebol tenha feito de tudo para esconder o jogo histórico, marcado em cima da hora e em dia/horário pouco usual). Mas em campo, foi um jogo disputado, com o peso de uma final.

 

chapecoense_atleticonacional E a Chapecoense mostrou força e valentia diante de um adversário duro, ainda que tenha se desmanchado após as ótimas campanhas da última temporada. Depois de um início de temporada difícil, com um elenco quase que totalmente renovado, o time já dá alguns sinais de reconstrução e competitividade.

A começar pelos zagueiros. Douglas Grolli, o mais identificado com o clube, é um zagueiro firme e o jovem Nathan evolui a cada partida ao seu lado. Na lateral esquerda, Reinaldo é referência técnica, ainda que oscile muito. Fundamental nas bolas paradas e para dar velocidade pelo lado.

 

Mas o que mais chama a atenção no 4-3-3 de Vágner Mancini é o trio de “volantes”. Fluência, dinâmica e movimentos muito bem coordenados. Andrei Girotto protege a defesa e qualifica a saída. João Pedro, lateral improvisado, aparece em todas as partes do campo e parece estar sempre disponível para receber o passe.

 

Ainda há a presença de Rossi, o mais regular ao longo de 2017.

 

Não será fácil a vida da Chape. Mas é um time em franca evolução. Dos primeiros passos em janeiro até a partida de hoje é possível ver o trabalho de Mancini acontecer. São apenas os primeiros passos. Mas a vitória em jogo histórico e marcante mostra que há uma trilha a seguir e o time parece saber qual é.

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Micale caiu no Horto

Foi uma noite especial em Chapecó. E não podia s...

Leia mais

Botafogo chegou ao limite, Grêmio pode chegar mais longe

Foi uma noite especial em Chapecó. E não podia s...

Leia mais

VAR no Brasil: problema não é quando, é como

Foi uma noite especial em Chapecó. E não podia s...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta