Opinião
Corinthians pode “agredir” mais
25 Janeiro, 2018
0
, ,

O gol no início na única finalização do primeiro tempo, permitiu à Ferroviária o jogo que queria no Pacaembu. Todos atrás da linha da bola, defesa organizada, suportando a pressão de um Corinthians modificado na frente para dar ritmo e oportunidade a todos. Para o time de Fábio Carille, veio um problema que já havia sido visto no último Campeonato Brasileiro, quando ficou visado e passou por fase ruim: falta agressividade.

 

Corinthians, Claysson, Campeonato Paulista,

Globoesporte.com

No primeiro tempo, muita posse, muito volume e poucas infiltrações. Júnior Dutra ficou perdido à frente e ainda que os dois laterais avançassem ao mesmo tempo algumas vezes, o Corinthians afunilou demais. Foi lento nas ações. De certa forma normal, pela temporada ainda estar no início e por ter muitos “novatos” na equipe. Mas preocupante pelo fato de ser um problema antigo.

 

Que melhorou no segundo tempo, principalmente após a entrada de Clayson que deu mais força pelos lados e vitórias pessoais. Marquinhos Gabriel já tinha feito bom primeiro tempo. Mas virou quando o jogo estava acelerado e o Corinthians não pressionava tanto. A Ferroviária do bom meia Velicka (que foi até zagueiro com Fernando Diniz) também poderia ter vencido não fosse o gol mal anulado pela arbitragem.

 

O período é de testes e Carille ainda não sabe se o time funciona melhor com o peso de Kazim ou a mobilidade de Júnior Dutra na frente. Mais do que isso, precisará atrás deles de jogadores agressivos para enfrentar adversários mais fechados. Como Claysson e Marquinhos Gabriel. E ainda é cedo, muito cedo, para desistir de Lucca.

0

About author

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Reconhecer seu estilo é o desafio para o São Paulo

O gol no início na única finalização do primei...

Leia mais

Sport precisa saber com quem pode contar

O gol no início na única finalização do primei...

Leia mais

Impossível resumir um grande jogo a individualidades ou peso de camisa

O gol no início na única finalização do primei...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta