Opinião
Cuidem bem da geração 2000
25 outubro, 2017
0
, , , ,

Ainda no Sul-Americano, falamos aqui neste espaço sobre a quantidade de talentos que merecem ser cuidados na “geração 2000” no futebol brasileiro. A derrota de hoje pela manhã para a Inglaterra por 3 a 1 na semifinal do Mundial não pode deixar nenhuma marca no futuro da nossa seleção. É preciso cuidar bem para que estes garotos estejam em breve entre os principais do país.

 

Mundial Sub-17, Brasil, Inglaterra,

AP

Antes da derrota de hoje diante dos favoritos ao título, cinco jogos e cinco vitórias. Inclusive contra a Espanha, a outra finalista. A virada diante da Alemanha nas quartas mostrou o forte potencial que este grupo tem a disposição. Desde 2014 este ciclo foi pensado e trabalhado pela CBF, como mostra o ótimo texto do ótimo Jonatan Androwiki. É um caminho que não pode ser apagado por uma derrota.

É verdade que diante da Inglaterra (atual campeã mundial sub-20 e que vem fazendo ótimo trabalho na base, com a “importação” de africanos) o Brasil teve dificuldades. A defesa, que antes se mostrou muito segura, hoje falhou bastante principalmente com Gabriel Brazão e Vitão. Na frente, Lincoln e principalmente Brenner mostraram muito menos do que são capazes, desperdiçando chances claras. Nunca é demais lembrar que o time não teve o seu principal jogador. Vinicius Júnior é provavelmente o melhor jogador sub-17 do mundo e ficou no Brasil a pedido do Flamengo para jogar apenas 27 minutos durante o último mês. Uma pena. E uma enorme perda (ainda que a Inglaterra também tenha jogado desfalcada do ótimo Jadon Sancho, do Borussia Dortmund).

 

Em breve, boa parte destes jogadores estarão brilhando nas nossas principais equipes. Não deixemos que os coveiros que assistiram apenas a derrota de hoje enterrem uma geração de enorme futuro com as frases fáceis de sempre. Há muito talento ali. E jogaram como gente grande no Mundial, perdendo um jogo duro diante de um adversário tão forte quanto. Cuidar bem dos garotos derrotados hoje é cuidar bem do futuro do futebol brasileiro.

 

Que a CBF, que soube trabalhar tão bem este ciclo, não faça como fez recentemente com o time sub-20 desmontando toda uma estrutura por conta de alguns resultados ruins. Garantir que o bom trabalho continue é o caminho para fazer estes meninos brilharem todo o potencial que tem.

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Campeonato Brasileiro no mundo da Lua

Ainda no Sul-Americano, falamos aqui neste espaço...

Leia mais

Jô é a história do Corinthians campeão

Ainda no Sul-Americano, falamos aqui neste espaço...

Leia mais

Brasil, “país do futebol”?

Ainda no Sul-Americano, falamos aqui neste espaço...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta