Opinião
Finalmente começou o Brasileirão
17 abril, 2018
0
, , , ,

Obviamente não consegui ver todos os jogos da primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Mas vi mais do que imaginava que conseguiria. E gostei menos do que queria. Mais uma vez a competição começou com estádios vazios e uma constrangedora festa de abertura preparada pela CBF na Arena Corinthians.

 

Começamos com domínio total dos donos da casa: 7 vitórias de mandantes e apenas uma derrota. Mais uma vez, fora de casa ninguém se dispôs a arriscar. O futebol reativo foi a marca dos visitantes que só tentaram sair quando estavam atrás no placar. A única exceção foi o Grêmio. O atual campeão da Libertadores foi o único time que mesmo longe de seus domínios assumiu o controle do jogo desde o início. Teve 58% de posse no Mineirão na vitória sobre o Cruzeiro mesmo jogando boa parte do segundo tempo com um homem a menos. Venceu por 1×0. Se levar a competição a sério do início ao fim, é o principal favorito do blog ao título.

 

O principal destaque coletivo (não só pelo 5×1 que colocou o time na liderança) foi o Atlético-PR. Fernando Diniz mostrou a que veio no primeiro jogo mesmo com um time misto pensando na Copa do Brasil. Única equipe a superar 600 passes certos, o Furacão foi o time que mais finalizou certo (ao lado do Vasco) e teve a maior posse da bola (66%). Controlou amplamente todas as ações e mostrou que deve mesmo ser o time com proposta diferente na competição ao lado do Grêmio.

 

A rodada mostrou algumas caras novas e os times se reforçando após os estaduais. Os dois que mais apresentaram novidades, porém, são os que mais preocupam. O Sport levou 3×0 para o América com cinco novos jogadores. O Paraná teve quatro reforços estreando na derrota por 1×0 para o São Paulo. Eram os dois únicos times que ainda não haviam enfrentado uma equipe de Série A no ano. Começaram mal. O Paraná, apesar de ter deixado algumas boas impressões desde a chegada de Rogério Micale (perdeu a primeira no comando da equipe) tem o pior desempenho da temporada entre todos os times da Série A (44% de aproveitamento) e o pior ataque (1,07 gols por jogo).

 

Poucos grandes jogos. Muitos times esperando para reagir. Pouco público (12 mil pagantes, em média). O Brasileirão começou com mais do mesmo. Esperamos que possa melhorar.

0

About author

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

2018, mais um ano em que trocar de técnico não valeu a pena no Brasil

Obviamente não consegui ver todos os jogos da pri...

Leia mais

Flamengo precisa parar de tratar toda derrota como fracasso

Obviamente não consegui ver todos os jogos da pri...

Leia mais

Segue o looping da reciprocidade negativa em Minas

Obviamente não consegui ver todos os jogos da pri...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta