Opinião
Fluminense se recupera, Atlético precisa de recuperação
22 agosto, 2017
1
, , , , , ,

Foi um jogo de tempos distintos no Maracanã. No primeiro, domínio total do Fluminense, dono da casa e das ações. Usando a velocidade e com superioridade pelos lados (principalmente o direito, onde Cazares ajudava pouco na recomposição), empilhou chances e fez de Victor o destaque do jogo, mesmo que o goleiro do Atlético tenha falhado na indecisão do escanteio que gerou o primeiro gol de Henrique Dourado.

 

Fluminense, Atlético-MG, Robinho, Fred, Henrique Dourado, Campeonato Brasileiro,

Futura Press

Faltava também ao Atlético-MG capacidade para sair de trás e prender a bola na frente. Faltava Rafael Carioca, o homem do primeiro passe e da organização, que deixará saudades embora o torcedor possa demorar para reconhecer. Roger Bernardo mais uma vez foi muito mal e demorou para ser substituído (poderia ter saído ainda na etapa inicial).

No segundo tempo o jogo mudou. Valdívia entrou bem, Cazares não precisava ajudar tanto sem a bola e por dentro é capaz de definir melhor. Como fez, pensando rápido e achando o atacante em boa condição pra empatar quando o Galo já dominava as ações. Poderia até ter virado em chance desperdiçada por Elias. Fred entrou apagado mais uma vez. Robinho só entrou nos minutos finais. E a defesa se desorganizou na reta final, com Marcos Rocha sem aparecer na foto, e Luan obrigado a tentar disputar pelo alto com Henrique Dourado. Mais um gol do artilheiro do Brasileiro. Mais uma assistência de Gustavo Scarpa, o melhor em campo e o líder no quesito na competição.

 

Vitória justa de um Fluminense que conhece suas limitações e que não deixa de entregar o máximo. Vence a segunda seguida em casa, chegou a cinco jogos sem perder e está novamente na briga pelo G-6. Abel Braga tem o grupo em mãos e vai ganhar com a volta de Sornoza, mais um capaz de deixar Dourado em condições de finalizar.

 

No Atlético, o esquema com três volantes de Micale não funcionou desta vez porque precisa de mais qualidade no passe para sair de trás. Sem Rafael Carioca, o ideal talvez seja abandonar a ideia e dar sequência para quem pede passagem como Valdívia. Mas não basta. Sigo incomodado com a forma como tem lidado com Robinho, mais uma vez entrando nos minutos finais. Em três ou quatro minutos ele não vai resolver problemas e muito menos se recuperar. Se há tão poucos jogadores em boa fase, talvez fosse mais prático investir em quem tem mais a oferecer. Ele e Fred precisam jogar e serem cobrados. É a melhor forma para buscar a recuperação.

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Micale caiu no Horto

Foi um jogo de tempos distintos no Maracanã. No p...

Leia mais

Botafogo chegou ao limite, Grêmio pode chegar mais longe

Foi um jogo de tempos distintos no Maracanã. No p...

Leia mais

VAR no Brasil: problema não é quando, é como

Foi um jogo de tempos distintos no Maracanã. No p...

Leia mais

1 comentário

  • Fabio disse:

    Robinho em fim de contrato vai fazer como fez na última passagem pelo Santos e na china
    É melhor não investir nele

  • Deixe uma resposta