Opinião
Fluminense se recupera, Atlético precisa de recuperação
22 agosto, 2017
1
, , , , , ,

Foi um jogo de tempos distintos no Maracanã. No primeiro, domínio total do Fluminense, dono da casa e das ações. Usando a velocidade e com superioridade pelos lados (principalmente o direito, onde Cazares ajudava pouco na recomposição), empilhou chances e fez de Victor o destaque do jogo, mesmo que o goleiro do Atlético tenha falhado na indecisão do escanteio que gerou o primeiro gol de Henrique Dourado.

 

Fluminense, Atlético-MG, Robinho, Fred, Henrique Dourado, Campeonato Brasileiro,

Futura Press

Faltava também ao Atlético-MG capacidade para sair de trás e prender a bola na frente. Faltava Rafael Carioca, o homem do primeiro passe e da organização, que deixará saudades embora o torcedor possa demorar para reconhecer. Roger Bernardo mais uma vez foi muito mal e demorou para ser substituído (poderia ter saído ainda na etapa inicial).

No segundo tempo o jogo mudou. Valdívia entrou bem, Cazares não precisava ajudar tanto sem a bola e por dentro é capaz de definir melhor. Como fez, pensando rápido e achando o atacante em boa condição pra empatar quando o Galo já dominava as ações. Poderia até ter virado em chance desperdiçada por Elias. Fred entrou apagado mais uma vez. Robinho só entrou nos minutos finais. E a defesa se desorganizou na reta final, com Marcos Rocha sem aparecer na foto, e Luan obrigado a tentar disputar pelo alto com Henrique Dourado. Mais um gol do artilheiro do Brasileiro. Mais uma assistência de Gustavo Scarpa, o melhor em campo e o líder no quesito na competição.

 

Vitória justa de um Fluminense que conhece suas limitações e que não deixa de entregar o máximo. Vence a segunda seguida em casa, chegou a cinco jogos sem perder e está novamente na briga pelo G-6. Abel Braga tem o grupo em mãos e vai ganhar com a volta de Sornoza, mais um capaz de deixar Dourado em condições de finalizar.

 

No Atlético, o esquema com três volantes de Micale não funcionou desta vez porque precisa de mais qualidade no passe para sair de trás. Sem Rafael Carioca, o ideal talvez seja abandonar a ideia e dar sequência para quem pede passagem como Valdívia. Mas não basta. Sigo incomodado com a forma como tem lidado com Robinho, mais uma vez entrando nos minutos finais. Em três ou quatro minutos ele não vai resolver problemas e muito menos se recuperar. Se há tão poucos jogadores em boa fase, talvez fosse mais prático investir em quem tem mais a oferecer. Ele e Fred precisam jogar e serem cobrados. É a melhor forma para buscar a recuperação.

0

About author

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Flamengo precisa parar de tratar toda derrota como fracasso

Foi um jogo de tempos distintos no Maracanã. No p...

Leia mais

Segue o looping da reciprocidade negativa em Minas

Foi um jogo de tempos distintos no Maracanã. No p...

Leia mais

Santos é o único culpado por eliminação dura na Libertadores

Foi um jogo de tempos distintos no Maracanã. No p...

Leia mais

1 comentário

  • Fabio disse:

    Robinho em fim de contrato vai fazer como fez na última passagem pelo Santos e na china
    É melhor não investir nele

  • Deixe uma resposta