Opinião
Grêmio ganha cara de Renato e perde a fluência
3 abril, 2017
0
,

Já falamos neste espaço sobre os méritos de Renato Gaúcho no Grêmio que cresceu na reta final de 2016 e conquistou com muita justiça o título da Copa do Brasil. Mas é inegável que mesmo com a troca no comando sendo positiva, ainda haviam muitos resquícios do antigo comandante. A fluência, a pressão na bola, a compactação.

 

renatogaucho_gremio

O tempo passou, e aos poucos foi se perdendo. Ou se alterando, para ter totalmente a cara do novo comandante. Já não é tão simples identificar características do velho time de Roger no Grêmio de 2017. Natural. E pouco positivo.

 

Diante do Veranópolis, após campanha apenas modesta na primeira fase, o Grêmio teve controle total. Sofreu pouco. Mas fez partida pobre em vários aspectos diante de um adversário fraco (gramado ruim a parte). Melhorou com a volta de Geromel, de partida quase perfeita, e mais ainda de Maicon que controla o jogo e o ritmo com bons passes no meio. Mas ainda tem dificuldades para suprir a ausência de Douglas, que deve demorar para voltar.

A saída de bola fica lenta e prejudicada pela falta de mais algum jogador organizador. Maicon é sobrecarregado, já que Bolaños normalmente se enfia entre os volantes e participa pouco da transição. Faltam opções de passe, os famosos triângulos que o antigo treinador exige para fazer o jogo apoiado.

 

O melhor do Grêmio no primeiro tempo foi quando Luan recuou e “resolveu tudo sozinho”. Melhorou na etapa final, principalmente após a entrada de Gata Fernandez, que ajudou mais a levar a bola ao ataque e fez o time produzir mais chances (aproveitando-se também do desgaste do adversário e da necessidade do Veranópolis de buscar o empate).

 

As mãos de Renato Gaúcho já estão no totalmente no time do Grêmio. Mas isso não é tão animador quanto parece. Os reforços não empolgaram e será preciso achar algumas soluções não tão simples para fazer o time atingir novamente o nível do final da última temporada. A ver como reage o treinador, agora sem desculpas nem críticas relacionadas ao antecessor.

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Micale caiu no Horto

Já falamos neste espaço sobre os méritos de Ren...

Leia mais

Botafogo chegou ao limite, Grêmio pode chegar mais longe

Já falamos neste espaço sobre os méritos de Ren...

Leia mais

VAR no Brasil: problema não é quando, é como

Já falamos neste espaço sobre os méritos de Ren...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta