Opinião
O apito para os grandes
6 Fevereiro, 2017
0
, , , , , , , , ,

Mais uma rodada de Campeonatos Estaduais e mais ajudas aos times grandes. Erros gritantes que prejudicam os times mais fracos, justamente os mais interessados na disputa que vale cada vez menos.

 

penalti_jo_corinthians

Em São Paulo, um pênalti “estranho” a favor do Corinthians e convertido por Jô, dando a vitória com o placar mínimo sobre o São Bento no sábado.

No mesmo dia, no Rio de Janeiro, o Botafogo marcou o gol da vitória sobre o Macaé aos 53 minutos do segundo tempo (eram seis minutos de acréscimo, segundo o árbitro). Jogada com impedimento e bola que saiu (muito) na frente do árbitro auxiliar. Tudo validado para Vinicius Tanque balançar as redes.

 

Ainda no sábado, o Tombense teve gol mal anulado e pênalti ignorado contra o Atlético-MG na derrota por 3 a 0. No mesmo Campeonato Mineiro, o Tricordiano foi ao Mineirão pela primeira vez em sua história e além de um pênalti não marcado pela arbitragem, viu Ábila marcar o gol da vitória do Cruzeiro em impedimento.

 

Obviamente, os árbitros também erram contra os grandes. Porque são mal preparados e também porque os erros fazem parte da difícil profissão. Mas no fim das contas, a balança pesa, e muito, para o lado que menos precisa dela.

 

E aqui nem vamos falar dos públicos ridículos (e da precificação de ingressos ainda pior), assunto para outro dia.

 

Quem defende os Campeonatos Estaduais em pleno 2017, brada aos quatro cantos que os clubes do interior precisam disso para sobreviver. Pouco competitivos, enfrentam times mais fortes e ainda sofrem com o apito. Nos últimos anos, é possível contar nos dedos quantos clubes pequenos se desenvolveram graças ao trabalho realizado no Estadual. Também é possível lembrar dos poucos nomes que saíram de equipes modestas para brilhar em clubes grandes no segundo semestre (o Paulista, talvez, seja a exceção neste caso).

 

Desenvolver um calendário mais justo que permita aos clubes do interior enfrentarem equipes do mesmo tamanho (em peso e capacidade financeira) segue sendo o caminho mais correto para melhorar o futebol brasileiro. Ou então, seguiremos ver a balança pesando ainda mais para o lado mais forte. O que aconteceu neste fim de semana é regra, infelizmente.

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Campeonato Brasileiro no mundo da Lua

Mais uma rodada de Campeonatos Estaduais e mais aj...

Leia mais

Jô é a história do Corinthians campeão

Mais uma rodada de Campeonatos Estaduais e mais aj...

Leia mais

Brasil, “país do futebol”?

Mais uma rodada de Campeonatos Estaduais e mais aj...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta