Opinião
O penta do Cruzeiro: convicção e história
28 setembro, 2017
0
, , ,

Como era de se esperar, Cruzeiro e Flamengo fizeram uma final tensa no Mineirão. Se o 0x0 não agradou esteticamente, mostrou algo importante para fortalecer ainda mais o título dos mineiros que sabiam desde o início o que queriam na competição. Desde o início porque foi o único time que disputou a primeira fase e chegou às quartas de final. Passou às semifinais e chegou a decisão. Venceu o Flamengo sem vencer. Mas mostrou força e convicção.

 

Cruzeiro, Copa do Brasil,

André Durão/CBF

Convicção porque mesmo jogando em casa não fugiu ao seu estilo. Principalmente após a saída de Raniel ainda aos quatro minutos. Se organizou com duas linhas de quatro deixando Arrascaeta e Thiago Neves a frente e fez o seu jogo. Na maior parte do tempo no Mineirão lotado, o Flamengo teve a bola mas o time de Mano Menezes controlou os espaços. A melhor chegada do time de Rueda no jogo foi logo no início em cobrança de falta de Guerrero que acertou o travessão. As outras boas chances foram do Cruzeiro, ainda que tenha passado 90 minutos sem acertar uma finalização sequer no gol do inseguro Muralha.

No fim, os pênaltis e a consagração de Fábio com mais uma defesa. O jogador que mais vezes vestiu a camisa do Cruzeiro foi fundamental em mais uma conquista, a sua terceira em nível nacional. Título justo ainda que a decisão tenha sido absolutamente equilibrada nos dois jogos.

 

Vitória de um time que não abandonou o seu modelo. Reativo, que faz muita gente torcer o nariz, mas que tem organização e que chega à reta final da temporada assimilado pelos jogadores. Méritos para a diretoria que teve convicção para manter o trabalho em seus momentos mais difíceis após perder o Campeonato Mineiro e começar rateando o Campeonato Brasileiro. Mano Menezes, o técnico há mais tempo no comando de um clube da Série A, deu o resultado confiando no modelo que acredita. Que não encheu os olhos no Mineirão mas que não permitiu que o Flamengo levasse perigo ao seu gol.

 

O título do Cruzeiro, maior campeão da Copa do Brasil ao lado do Grêmio, é de um time com histórico na competição mas também o que acreditou até o fim no planejamento traçado. Final feliz.

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Único vexame do Flamengo foi fora do campo

Como era de se esperar, Cruzeiro e Flamengo fizera...

Leia mais

Grêmio e a superação na final do Mundial

Como era de se esperar, Cruzeiro e Flamengo fizera...

Leia mais

Brasileirão de Aspirantes é necessário

Como era de se esperar, Cruzeiro e Flamengo fizera...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta