Opinião
Para a Ponte mudar tanto, Cajá precisa resolver
5 Abril, 2017
0
,

Ainda que o resultado não sejam os melhores (tanto que Felipe Moreira já caiu), a Ponte Preta em 2017 mostrava muitos resquícios da organização do time de Eduardo Baptista. No 4-1-4-1, com Fernando Bob entre as linhas e aparecendo por toda parte para organizar a saída e servir como opção de retorno, é um time compacto e que gosta de ficar com a bola no pé.

 

pontepreta_gimnasia

Mas mudou um pouco, já com Gilson Kleina no comando, para encaixar Renato Cajá, de volta ao clube após passagem frustrada no Bahia. Embora a ideia inicial seja manter o esquema, com o camisa 10 jogando por dentro, o que se viu na estreia da Copa Sul-Americana contra o Gimnasia, foi uma equipe “torta”. Para valer a pena, Cajá tem que resolver e passou longe do caso nesta noite, quando teve atuação apagada.

Não quer dizer que a Ponte jogou mal. Teve mais posse de bola (58%) e finalizou mais (17 a 7) que o adversário. Poderia e até merecia ter vencido ainda que tenha tido poucas chances claras. Enfrentou um Gimnasia de boa defesa no Campeonato Argentino, que mostrou organização e velocidade para usar o lado direito nos contra-ataques. Mas dá para ser melhor. Inclusive com Cajá.

 

Será mesmo que é necessário mudar tantas peças para encaixar o jogador? Porque não tentar fazer dele o meia articulador pelo lado, com mais espaço para trabalhar, a exemplo do que fazia Jadson no Corinthians de Tite. Saindo da direita para armar por dentro, além de complicar a marcação, Cajá abre o corredor para o ofensivo Nino Paraíba (que acabou apoiando pouco hoje). Desta forma, Elton pode atuar por dentro, onde rende mais, e até mesmo liberar Fernando Bob para jogar um pouco mais a frente com seus bons chutes de média distância.

 

O primeiro ponto para a Ponte é encaixar o time que pode melhorar com Renato Cajá. Mas se é para mudar tanto, ele precisa resolver.

 

Depois, achar uma maneira de substituir William Potker, que fará muita falta para o Brasileiro.

 

*Números: Footstats

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Campeonato Brasileiro no mundo da Lua

Ainda que o resultado não sejam os melhores (tant...

Leia mais

Jô é a história do Corinthians campeão

Ainda que o resultado não sejam os melhores (tant...

Leia mais

Brasil, “país do futebol”?

Ainda que o resultado não sejam os melhores (tant...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta