Opinião
É fácil explicar porque São Paulo não decola
21 junho, 2017
0
, ,

A expectativa no início do ano era muito positiva para o São Paulo. Embora muito jovem e na primeira oportunidade da carreira, Rogério Ceni dava indícios importantes nos primeiros trabalhos da pré-temporada. E era sabido que haveria com ele mais paciência que com outros. É fato: qualquer outro técnico com os mesmos resultados não chegaria ao final de junho no comando do time. Mas ele segue, quase inquestionável.

 

São Paulo, Desmanche, Lucão,

Newton Menezes/Futura Press

Mas porque o São Paulo ainda parece tão longe de decolar? Não é difícil explicar. Primeiro pelos motivos naturais: um novo comandante, com uma metodologia bastante diferente. E mais do que isto. Ainda com necessidade de aprender errando. A ideia de jogo que parecia uma em janeiro já mudou bastante em junho e o trabalho de Ceni ainda deve sofrer outras mutações em curtos intervalos. É natural, no processo de formação de um técnico iniciante.

Só que não é apenas Ceni o problema que impede o São Paulo de crescer e atingir a expectativa. É que hoje, não dá sequer para saber qual é a expectativa. Desde o ano passado, o clube é um barco navegando sem rumo. Indo para onde as águas levarem. Estamos na oitava rodada do Campeonato Brasileiro, no meio da temporada, e é impossível dizer qual será o time tricolor em um mês. Muito menos qual será o objetivo deste time.

 

Em janeiro desenhei um time com três zagueiros, no 3-4-3, mas com várias possibilidades de mudanças. Era o que se imaginava. Mas daquela base, Sidão perdeu espaço, Breno foi embora, Buffarini se machucou muito e Chávez também não permaneceu. Outros jogadores com possibilidade de crescimento ao longo do ano também se foram: Lyanco, Luiz Araújo, David Neres. Maicon e Thiago Mendes podem deixar o clube a qualquer momento. Uma reformulação total.

 

Levantamento do Globoesporte.com, mostrou que nos últimos 30 meses o São Paulo contratou 41 jogadores e 46 saíram. São duas trocas quase completas no elenco. Ou quatro times inteiros. Em três temporadas. Com a entrada de um técnico com metodologia totalmente nova no meio do caminho.

 

Quem não sabe para onde quer ir, não chega a lugar algum. Hoje, é impossível saber qual será o time do São Paulo semana que vem. Mas é fácil explicar porque ele está tão longe de se tornar, de fato, um time de futebol.

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Botafogo chegou ao limite, Grêmio pode chegar mais longe

A expectativa no início do ano era muito positiva...

Leia mais

VAR no Brasil: problema não é quando, é como

A expectativa no início do ano era muito positiva...

Leia mais

Galo dá passo importante em direção ao futuro

A expectativa no início do ano era muito positiva...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta