Opinião
São Paulo tira o sofá da sala
9 março, 2018
0
, ,

Menos de um ano depois de contratado, Dorival Júnior foi demitido pelo São Paulo. Deu a lógica após um início de ano cheio de turbulências e uma campanha ridícula no Campeonato Paulista. O técnico já respirava por aparelhos no cargo nas últimas semanas e era difícil imaginar qualquer tipo de reversão. Cultural.

 

Dorival Júnior, São Paulo

Marcos Ribolli – Globoesporte.com

Já havia dito aqui neste espaço que o São Paulo precisava reconhecer o seu estilo em 2018. As contratações não podem ser chamadas de ruim embora algumas tenham sido sobrevalorizadas e quase nenhuma combine com o estilo de trabalho do treinador. A impressão, de fora, é que Dorival sempre esteve à margem da montagem do elenco. Um erro gravíssimo.

 

É verdade que o técnico vinha tentando. Depois de acelerar a entrada de Diego Souza no time, tirou ele e Nenê da equipe titular e vinha buscando outras alternativas. Difícil ajeitar um time com tantos jogos em poucos dias e com tanta pressão por resultados. Tudo só vem para dificultar.

 

Claro que Dorival teve muitos erros na passagem pelo São Paulo. Não há justificativa para um aproveitamento de apenas 42% no campeonato estadual com um elenco que tem qualidade apesar das carências evidentes. Mas é muito simples para a diretoria, mais uma vez, colocar toda a responsabilidade no treinador.

 

De 2015 para cá, o São Paulo vai para o oitavo técnico (fora interinos). Dos mais variados estilos e perfis. Experiente, novato, linha dura, ofensivo, defensivo. Talvez seja a hora de deixar o sofá onde está. E procurar onde está o verdadeiro culpado.

 

PS: Dorival Júnior é o quarto técnico demitido na Série A em 2018. Só um time jogou mais de 15 partidas no ano, que está só no começo com partidas encavaladas. Vamos repetir os erros do passado até quando?

0

About author

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Nem começou o Brasileiro e já perdemos quase quatro meses

Voltando ao blog depois de muito tempo sem tempo p...

Leia mais

2018, mais um ano em que trocar de técnico não valeu a pena no Brasil

Quem ainda não se acostumou com as constantes tro...

Leia mais

Flamengo precisa parar de tratar toda derrota como fracasso

É louvável do ponto de vista financeiro e organi...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta