Opinião
Se solta, Jair
2 março, 2018
0
, , , ,

Tinha falado no início do ano que o trabalho de Jair Ventura no Santos era uma das minhas principais expectativas da temporada. Depois de um ótimo percurso no Botafogo com orçamento limitado e obrigação de fazer um time reativo competir da melhor maneira possível, qual seria o perfil do treinador no novo clube? Características mantidas ou um time com o DNA da baixada santista, jovem, leve e ofensivo? Até aqui, está no meio do caminho.

 

Santos, Real Garcilaso, Libertadores,

Globoesporte.com

Como ficou claro na derrota de ontem para o fraco Real Garcilaso no Peru. É claro que há influência da altitude de Cusco, mas ainda assim o futebol apresentado pelo Santos foi ruim do primeiro ao último minuto. Não teve fôlego, intensidade, capacidade técnica. Não teve nada.

 

Muito por conta de apostas ruins do seu treinador. Que manteve Renato mais uma vez não apenas como titular mas atuando os 90 minutos. Desde o ano passado a queda técnica e física do volante fica mais clara a cada dia, mas Jair não parece interessado em buscar opções. Ao seu lado, Vecchio, que até começou bem a temporada, mas também tem a velocidade como uma inimiga. Sem intensidade para competir no meio, o Santos foi presa fácil. Alison correu sozinho tentando ocupar todos os espaços para roubar as bolas. E os atacantes ficaram a espera de uma bola que nunca chegava. Só Eduardo Sasha conseguiu produzir alguma coisa.

 

Na etapa final, com o adversário em vantagem, o Santos até conseguiu ficar mais tempo com a bola e ocupar o campo ofensivo. Mas criou pouco, pra não dizer nada. As mudanças no time demoraram e foram mal feitas. Rodrygo poderia ter entrado mais cedo. Sasha não deveria ter saído.

 

Jair Ventura ainda está apenas no começo do trabalho. Mas precisa de coragem para se soltar mais e fazer seu time se soltar. A volta de Vitor Bueno será importante para melhorar a dinâmica no meio-campo mas não pode ser a única solução. Deixar de lado algumas convicções e escalar um time mais jovem e mais leve é o caminho a ser seguido. Um time mais com a cara do Santos do que do seu treinador, que é capaz de fazer.

0

About author

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Flamengo precisa parar de tratar toda derrota como fracasso

Tinha falado no início do ano que o trabalho de J...

Leia mais

Segue o looping da reciprocidade negativa em Minas

Tinha falado no início do ano que o trabalho de J...

Leia mais

Santos é o único culpado por eliminação dura na Libertadores

Tinha falado no início do ano que o trabalho de J...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta