Opinião
Acabou mais um sonho de verão de Luxemburgo
27 outubro, 2017
0
, , , ,

O Sport tem motivos para agradecer a vantagem conquistada pelo Júnior Barranquilla no jogo de ida da Sul-Americana. Os colombianos jogaram para construir mais do que o 2×0 conquistado ontem a noite na Ilha do Retiro que praticamente garante o time nas semifinais da competição. Um verdadeiro passeio diante do time de Vanderlei Luxemburgo.

 

Luxemburgo, Sport, Sul-Americana

Aldo Carneiro / Pernambuco Press

Desde o início do jogo, o Júnior se mostrou disposto a controlar. Jogando com toques curtos e muita movimentação, sofreu pouco mesmo jogando fora de casa. E mostrou enorme facilidade para quebrar as linhas do Sport com passes verticais. Teve méritos mas também soube aproveitar os muitos erros do adversário. Fez dois gols e poderia ter feito pelo menos outros dois. Ficou barato para os donos da casa.

Mas tudo ficou em segundo plano quando após o jogo o Sport anunciou a demissão de Vanderlei Luxemburgo. Que pegou o time no início do Campeonato Brasileiro e chegou a empolgar com a quinta posição. Dissemos aqui neste espaço que era cedo para comemorar o retorno do melhor técnico brasileiro da minha geração. Dito e feito. O treinador mostrou mais uma vez que o efeito positivo de sua contratação dura pouco. Foi assim em todos os últimos trabalhos. Falta método para fazer o time melhorar depois da mudança natural de astral que ele trás quando chega aos clubes. Falta humildade para reconhecer que é preciso estudar e mudar a maneira de lidar com os jogadores.

 

De contrato renovado pouco mais de um mês atrás, Luxemburgo volta para o hall dos desempregados. Muitos vão perguntar “quem será o próximo bobo a ser enganado” mas a realidade é que o status do treinador mudou muito nos últimos anos. É difícil imaginá-lo a frente de um grande projeto. E convenhamos, ele não faz nada a menos do que a grande maioria dos treinadores por aqui.

 

Ao Sport, cabe repensar o que quer. Daniel Paulista, que começou a temporada e caiu ainda no estadual, deve voltar para a reta final do Brasileiro. Em 2016, ele salvou o time do rebaixamento. Pode até conseguir de novo. Mas um pouco mais de convicção é necessário para dar o passo adiante que o time vem sonhando há anos.

 

 

*Em tempo: foi a 28ª mudança de técnico entre os times da Série A em 2017. 22 só durante o Campeonato Brasileiro. Números assustadores, que ainda podem crescer nesta reta final de temporada. O Sport não é exceção, é regra.

0

Sobre o autor

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

Campeonato Brasileiro no mundo da Lua

O Sport tem motivos para agradecer a vantagem conq...

Leia mais

Jô é a história do Corinthians campeão

O Sport tem motivos para agradecer a vantagem conq...

Leia mais

Brasil, “país do futebol”?

O Sport tem motivos para agradecer a vantagem conq...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta