Opinião
Sport precisa saber com quem pode contar
15 fevereiro, 2018
0
, , , , ,

É exagero dizer que o Sport não jogou bem, embora seja possível afirmar que foi um enorme vexame a eliminação para o Ferroviário-CE em casa na Copa do Brasil. Principalmente pelas circunstâncias. Com 3×0 aos 30 minutos do segundo tempo, não é possível permitir reação. O time relaxou além da conta, viu o adversário empatar e acabou eliminado nos pênaltis. Cruel.

 

Marlone, Sport, Copa do Brasil,

Aldo Carneiro – Pernambuco Press

No primeiro tempo, muita dificuldade para jogar. Marlone participava pouco do jogo e o Sport só chegou nas bolas paradas ou quando achou espaço para Gabriel correr pela direita. Fez um gol após cobrança de escanteio e perdeu uma chance clara com Leandro Pereira, que saiu machucado. Sem ele e sem André, Rogério voltou a jogar como centroavante e o time melhorou. O início do segundo tempo foi animador com Fabrício mais solto aparecendo a frente e a equipe empilhando chances. Fez dois gols e poderia ter feito pelo menos outros dois. Thomas e, principalmente, Índio, perderam chances imperdíveis.

 

Quando o time relaxou, o resultado já parecia definido. A saída de Felipe Rodrigues que levou Fabrício mais uma vez para a lateral, improvisado, porém, reabriu as chances do Ferroviário que achou por onde atacar. Fez um gol e seguiu acreditando. Quando saiu o segundo, pareceu um golpe fatal em um Sport atônito com o que poderia acontecer. E aconteceu. Se o jogo tivesse mais tempo, a virada dos cearenses não seriam uma surpresa, tamanho foi o nocaute.

 

Nos pênaltis, erros de Marlone e Rogério e eliminação. Que vai custar aos cofres de um clube de finanças combalidas e que inacreditavelmente resolveu abriu mão de jogar a lucrativa Copa do Nordeste. Vai ficar só com o Estadual. E com uma enorme pressão.

 

Hoje André não jogou. Lesionado, garante o clube. Mas envolvido em negociações com Grêmio e Corinthians, já havia pedido pra ficar fora de outra partida. Rithely que começou o ano fora dos treinos também com possibilidade de saída, voltou mas tem sido cobrado pelas ausências.

 

Apostando em muitos garotos, o Sport sofre no início da temporada. Precisa saber com quem poderá contar para um Brasileiro que promete ser duro. O time que lutou até o fim em 2017 foi enfraquecido e não conseguiu reforços. Tudo fica ainda pior se quem ficou não se dedicar 100% ao clube. Ainda há tempo até o Brasileiro, mas o vexame de hoje deixa claro que é tempo de repensar.

0

About author

Itens relacionados

/ Você também pode verificar esses itens

2018, mais um ano em que trocar de técnico não valeu a pena no Brasil

É exagero dizer que o Sport não jogou bem, embor...

Leia mais

Flamengo precisa parar de tratar toda derrota como fracasso

É exagero dizer que o Sport não jogou bem, embor...

Leia mais

Segue o looping da reciprocidade negativa em Minas

É exagero dizer que o Sport não jogou bem, embor...

Leia mais

0 comentários

Deixe uma resposta